Lançamento e Noite de Autógrafos

No dia 23 de novembro, no Instituto Federal Fluminense, os professores Nylson Macedo, Leonardo de Vasconcellos e Rubens Matos lançaram o livro “A Ferrovia Agrícola de Quissamã e Suas Conexões Regionais”.

A cerimônia ocorreu no auditório Miguel Ramalho com a presença do Diretor de Ensino Jefferson Manhães, o Reitor Luiz Augusto, os autores, o Professor Valmir da Conceição como Mestre de Cerimônia e a convidada Rossana Barcelos (Presidente da Fundação
Cultural de Quissamã) falando ao público.

A venda dos livros aconteceu com grande sucesso – em frente ao auditório – antes, e continuou em paralelo com a apresentação. E então, congratulando os compradores, os autores terminaram o evento deixando suas dedicatórias em casa um dos livros adquiridos.ImagemImagemImagemImagemImagem

Deixe um comentário

Filed under Coordenação de Cultura

Coordenação de Arte e Cultura prestigia a Bienal

Do dia 23 de novembro a 2 de dezembro aconteceu no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (CEPOP) a 7ª Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes.

A Coordenação de Arte e Cultura do IFF participou de algumas de suas palestras, como “Viva Gonzaga! – Homenagem a Luiz Gonzaga”, no dia 23, “Jorge Muito Amado: aos 100 anos criando e recriando o Brasil”, no dia 24, “Personagens da História Brasileira que Viraram Lenda” e “Osório Peixoto e Suas Histórias”, no dia 30.

Na palestra do dia 30, “Personagens da História Brasileira que Viraram Lenda”, com a presença dos palestrantes Mary del Priore (escritora e historiadora) e José Murilo de Carvalho (historiador), a Coordenadora Kátia Macabu, aproveitando-se do espaço para perguntas, da ligação dada entre a palestrante Mary e o grupo Nós do Teatro – onde seu livro “Histórias Íntimas” é objeto de estudo com vistas à interpretação – e da Linguagem Teatral do IFF com suas pesquisas e trabalhos sobre Debret, os dirigiu duas questões. A primeira tratava especificamente de Debret: “Na visão de vocês, há efetividade na obra histórica de Debret para auxiliar a compreensão histórica do Brasil colônia?” e a segunda voltada à arte e ao teatro: “História e arte seriam um binômio defendido por vocês? Teatralizar seus livros, Mary, é uma proposta bem vinda?”. Ambos reagiram bem às perguntas e afirmaram a importância do estudo da arte na história em suas visões. Seguiram dizendo que é bastante viável que isso ocorra cada vez mais.

A Mary parabenizou o IFF pelo projeto da obra de Debret na Linguagem Teatral e reverenciaram Debret por todo o seu trabalho. O José Murilo ainda ressaltou que, além de Debret, o trabalho de Rugendas também vale a pena ser estudado.

A obra de Mary del Priore é aberta e ela se sente honrada em ver seu trabalho tomando outros rumos na arte. Mencionou inclusive que o mesmo livro que está sendo estudado pelo grupo de teatro do IFF está sendo adaptado a um longa metragem em Minas Gerais.

Kátia Macabu deixa suas considerações finais em agradecimento aos palestrantes e em parabenização pelos assuntos abordados em todos os dias que se seguiu a 7ª Bienal do Livro.

Deixe um comentário

Filed under Coordenação de Cultura

Apresentação no IFF campus Bom Jesus

A apresentação da peça Ao mar! foi acompanhada atentamente pelo Reitor Luiz Augusto Caldas e pelo diretor do Campus Bom Jesus João Renato de Oliveira Escudini. A plateia composta majoritariamente por alunos e servidores do campus, manifestou-se por aplausos prolongados ao término da apresentação.

Deixe um comentário

Filed under Apresentações

Apresentações: Nós do Teatro em atividade!

Por motivos alheios à nossa vontade, deixamos de atualizar nosso blog. Informamos que a partir de hoje estamos de volta!

O Grupo Nós do Teatro se apresentou no auditório Cristina Bastos, durante a II Semana das Licenciaturas e VII Semana de Ciências da Natureza, no dia 18 de outubro, a peça Quebra Muros.

Quebra Muros

No dia 19, o Grupo se apresentou e se encantou no SIPAT (Semana Interna de Prevenção contra Acidentes no Trabalho) da Usina Paraíso, em Tocos, com um público muito receptivo a peça Entrelaces foi apresentada.

Elenco se aprensentando

O público se divertindo ao assistir “Entrelaces”

Elenco de “Entrelaces” e o público no SIPAT

E a próxima apresentação do Grupo será amanhã, dia 26, na I Mostra do Conhecimento: ensino, pesquisa e extensão, no IFF Campus Bom Jesus, com a peça Ao Mar!

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

II FESQUIFF

Vivas, júbilo e alegria! O FESQUIFF foi realizado e tudo correu muito bem!

Deixe um comentário

Filed under Eventos, FESQUIFF

II FESQUIFF – Oficinas – 04/08

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Palestra Políticas Públicas Culturais

No domingo, dia 5 de agosto, às 10h teremos uma palestra com a Pesquisadora e Dra. Lia Calabre a respeito das Políticas Públicas Culturais no Auditório Miguel Ramalho no IFF Câmpus Campos-Centro.

Da esquerda para a direita: Aline Pires, Kátia Macabu e Lia Calabre

 

Historiadora, mestre e doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense, onde defendeu em 1996 a dissertação “Na sintonia do tempo: Uma leitura do cotidiano através da produção ficcional radiofônica (1940-1946)” e em 2002 a tese “No tempo do rádio: radiodifusão e cotidiano no Brasil (1923-1960)”.

Entre suas atividades profissionais, atuou como professora substituta na Universidade Estadual do Rio de Janeiro e coordenou pesquisa sobre o Sistema Globo de Rádio do Projeto Memória das Organizações Globo. Em 2002, passou a integrar o setor de Políticas Culturais da Casa de Rui Barbosa. É integrante do Conselho Científico-Cultural do Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura – CULT – FACOM- UFBA. Tem como principais áreas de estudos políticas culturais e história do rádio
brasileiro. Autora dos livros A Era do rádio (Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2002) e O rádio na sintonia do tempo: radionovelas e cotidiano 1940-1946. (Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2006). Com Antônio Herculano Lopes organizou Diversidade Cultural Brasileira. (Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2005). Foi também a organizadora de Políticas culturais: diálogo indispensável. (Rio de janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro, 2005) e Oficinas do Sistema Nacional de Cultura. (Brasília: MINC, 2006) 

Publicou vários artigos em livros, dentre outros: “Políticas Culturais no Brasil: balanço e perspectivas”. In: RUBIM, Albino e BARBALHO, Alexandre. Políticas culturais no Brasil. (Salvador: EdufBA, 2007). “Sonhos sonoros: as radionovelas”. IN: CARMO, Laura do. Herança de Ódio. Oduvaldo Viana. (Rio de janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro, 2007). “Encontro entre o real e o ficcional: o conflito e o nazi-fascismo nas novelas da Rádio Nacional”. IN: GOLIM, Cida e ABREU, João Batista de. (org.) Batalha sonora: o rádio e a Segunda Guerra Mundial. (Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006). “Rádio e política: o caso do Parlamento em Ação”. IN: BASTOS, Lúcia Maria; MOREL, Marcos e BESSONE, Tânia Maria (org.) História e imprensa: representações culturais e práticas de poder. (Rio de Janeiro: DP&A, 2006). “Diversidade cultural: propostas de ações políticas”. IN: LOPES, Antônio Herculano e CALABRE, Lia (org.) Diversidade Cultural Brasileira. (Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2005). “O poder nas ondas do rádio: a construção do sistema Globo de Rádio”. In: BRITTOS, Valério Cruz e BOLAÑO, César Ricardo Siqueira. (org) Rede Globo: 40 anos de poder e hegemonia. (São Paulo: Paulus, 2005). “Política Cultural no Brasil: um histórico”. IN: CALABRE, Lia. (org.) Políticas Culturais: diálogo indispensável. (Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2005) 

Dentre diversos artigos em revistas especializadas publicou: “O Conselho Federal de Cultura, 1971-1974”. Estudos Históricos. V. 37 (Rio de Janeiro, 2006). “Intelectuais e Política Cultural: o Conselho Federal de Cultura”. Intellèctus, Ano 5, vol. II. 2006. “Políticas culturais de 1924 a 1945: o rádio em destaque”. Estudos Históricos. V. 31 (Rio de Janeiro, 2003). “The role of radio in everyday Brazilian society”. Portugueses Literary & Cultural Studies. V. 4/5 – 2000.

 

É uma honra para nós da comissão organizadora do II FESQUIFF e do Instituto Federal Fluminense recebê-la para nos falar sobre este tema tão importante para nossa sociedade. Contamos com a presença de todos quantos queiram refletir e discutir sobre as políticas públicas Brasileiras.

 

1 Comentário

Filed under Eventos, FESQUIFF